fevereiro 05, 2011

PÃO DIÁRIO

Até o fim

LEITURA BÍBLICA
João 13.31-38

...tendo amado os seus que estavam no mundo, amou-os até o fim (Jo 13.1).

Até que ponto amamos as pessoas? Até um ponto em que ainda correspondam às nossas expectativas? Quanto elas valem para nós? Será que nossa amizade por alguém com quem estamos “falando de Jesus” continua a mesma quando a pessoa decididamente não quer nada com Deus – pelo menos não dentro dos nossos moldes? Estamos dispostos a amar aqueles que constantemente cometem os mesmos erros?

Imagine o que teria acontecido com Pedro se Jesus se tivesse cansado dele! Estaria perdido! Pedro era imaturo, presunçoso, inoportuno, falava muito e fazia pouco. Dizendo-se pronto para morrer por Cristo, negou conhecê-lo diante de pessoas bem pouco ameaçadoras. Pedro é o protótipo do amigo que nos decepciona a ponto de dizermos: chega! Mas Jesus foi além. Amou-o até o fim. Amou-o mais do que Pedro o amava e, mesmo assim, insistiu para que o seguisse. Fez Pedro ver que seu amor pelo Mestre não era tão grande quanto ele dizia ser. Depois de sua ressurreição, Jesus se assenta com Pedro e, com amor, questiona o tamanho do seu amor por Ele. Com amor, tornou-o consciente da fragilidade de seu compromisso em seguir a Cristo e animou-o a prosseguir e a cuidar do rebanho (Jo 21.15-17). E Pedro consentiu. Tempos depois, sua vida seria transformada e sua imaturidade e imprudência dariam lugar a um caráter sólido e determinado. Tudo isso porque Jesus o amou até o fim.

Não é fácil amar até o fim a quem não corresponde às nossas expectativas. Não é fácil insistir em amar quem nos decepciona. Mas esta é a marca distintiva do cristão: amar. Pois nós também não correspondemos às expectativas de Deus e o decepcionamos tantas vezes. Mesmo assim, sua paciência e insistência nos constrangem e nos levam a níveis mais profundos de maturidade e comprometimento. Porque ele insiste em nos amar até o fim, nós podemos amar os outros também, com o amor que recebemos de Deus. - WMJ

Vale a pena amar as pessoas até o fim, pois é assim que Deus nos ama.

Um comentário:

António Jesus Batalha disse...

Olá , passei pela net encontrei o seu blog e o achei muito bom,
li algumas coisas folhe-ei algumas postagens,
gostei do que li e desde já quero dar-lhe os parabéns,
quando encontro bons blogs sempre fico mais um pouco meu nome é: António Batalha.
Deixo-lhe a minha bênção.
E que haja muita felicidade e saúde em sua vida e em toda a sua casa.
PS. Se desejar seguir o meu blog,Peregrino E Servo, fique á vontade, eu vou retribuir.